Connect with us

Hi, what are you looking for?

18/04/2024

Saúde

ALERTA E MOBILIZAÇÃO MT ultrapassa mais de 300 casos de dengue por 100 mil habitantes

Na semana em que o Brasil bate recorde do maior número de contaminações pela dengue em um ano, Mato Grosso ultrapassa a marca de 12 mil casos prováveis (excluindo-se os descartados) da doença, tem sete mortes confirmadas e outras sete em investigação.

Na segunda-feira (18), o país registrou 1.889.206 casos nas primeiras 11 semanas deste ano.

No mesmo dia, o Estado atingiu exatas 12.059 notificações de dengue, o que corresponde a um coeficiente de incidência de 329,5 casos por 100 mil habitantes, de acordo com painel de arboviroses do Ministério da Saúde.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera epidemia quando essa taxa é superior a 300/100 mil.

O balanço do Ministério da Saúde ainda para a ocorrência da chikungunya, com um óbito e 3.471 registros da infecção no Estado, o que corresponde a uma taxa de 94,9 ocorrências por de 100 mil pessoas e deixa o território mato-grossense na categorização vermelha para a enfermidade.

Quanto a zika, não há registro de casos prováveis, segundo o boletim.

Diante do cenário, Mato Grosso deu início à campanha de conscientização da população contra o mosquito Aedes aegypti, que transmite as três arboviroses.

A mobilização faz parte da “Semana D” contra a dengue, segundo a Secretaria de Estado de Saúde, e tem o objetivo de unir forças e construir uma força-tarefa para reduzir o risco de uma epidemia em Mato Grosso.

Segundo a secretaria, as ações de conscientização começaram pelas escolas, com o objetivo de integrar a comunidade estudantil e destacar a urgência em combater o mosquito.

“A ‘Semana D’ é uma ação realizada em regime de colaboração com os 142 municípios do Estado que buscam o mesmo objetivo, como as atuações adequadas e oportunas para o enfrentamento dos casos de dengue em Mato Grosso”, disse a superintendente de Vigilância em Saúde, Alessandra Moraes.

Conforme ela, essas ações “se estendem à conscientização coletiva e abrangem do jovem estudante em sala de aula até os seus avós em casa, aumentando o núcleo de atuação no combate à dengue”.

Alessandra Moraes destacou ainda a importância do primeiro Levantamento de Índice Rápido para o Aedes aegypti (LIRAa/LIA) de 2024 na campanha, que aponta 59 municípios mato-grossenses em situação de alerta de infestação do vetor transmissor.

Ela explicou que essa é uma ferramenta que o gestor municipal pode utilizar para todas as medidas necessárias, principalmente, no acompanhamento dos números de dengue no Estado.

“Com isso, podemos ampliar as medidas de prevenção e controle dentro dos municípios”, disse.

Em todo país, além dos mais de 1,88 milhões de casos prováveis, ocorreram 561 mortes em decorrência da dengue neste ano até o momento.

A taxa registrada nas primeiras 11 semanas do ano é inédita.

Dados do órgão federal de Saúde indicam que esse é o maior número desde o início da série histórica, em 2000.

Para efeito de comparação, no mesmo período do ano passado, o Brasil tinha 400.197 casos.

O recorde anterior de casos prováveis ocorreu em 2015, com 1.688.688 (ao longo de todo o ano).

Em 2023, total anual de casos foi de 1.658.816, conforme levantamento do Ministério da Saúde, por meio do Sistema de Informação de Agravos de Notificação.

 

Joanice de Deus

Diário de Cuiabà

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

Geral

Supervisor de logística, atendente de telemarketing e operador de empilhadeira são algumas das oportunidades de emprego divulgadas nesta semana pelo Sistema Nacional de Emprego...

Geral

Um avião agrícola caiu, na tarde  desta sexta=feira (12) ,após o motor parar de funcionar na fazenda Estrela do Sangue, na Comunidade Água da...

Polícia

As investigações da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), da Polícia Civil, no âmbito da Operação Apito Final, apontaram que os advogados Jonas...

Polícia

O juiz federal Francisco Antonio de Moura Junior, da 1ª Vara Federal Cível e Criminal de Cáceres, derrubou a decisão que havia concedido liberdade...

Endereço: Rua Ema Klunk, 274 - Jardim Safira - Sinop/MT CEP:78.551-366 CNPJ: 37.095.341/0001-06 Razão Social: M. L. JORDAN LTDA Nome Fantasia: Site Só Informação