Connect with us

Hi, what are you looking for?

17/04/2024

Política

ESQUEMA NA SAÚDE EM CUIABÁ Tribunal de Justiça afasta Emanuel da Prefeitura por seis meses

Foto reprodução

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) foi afastado, no começo da tarde desta segunda-feira (4), do comando do Palácio Alencastro.

A medida foi assinada pelo desembargador Luiz Ferreira da Silva, do Tribuna

O afastamento do prefeito é por um período de seis meses e seria por quebra de uma medida protcolar imposta pelo próprio Judiciário.

O magistrado atendeu a um pedido do Ministério Público Estadual (MPE), por meio do Naco (Núcleo de Ações de Competências Originárias), assinado pelo promotor de Justiça Carlos Zarour.

Em quase oito anos, a gestão de Emanuel Pinheiro foi alvo de 19 operações policiais, sendo a maioria por suspeitas de esquema de desvio de dinheiro público da Saúde em Cuiabá

Em outubro de 2021, o desembargador Luiz Ferreira da Silva afastou o prefeito do cargo e mandou prender seu chefe de gabinete, Antônio Monreal Neto – além de autorizar busca e apreensão na residência da primeira-dama Márcia Pinheiro.

Eles foram alvos da Operação Capistrum, que apura supostos crimes de organização criminosa na contratações irregulares de servidores temporários que, em sua maioria, teriam sido realizadas para atender interesses políticos do prefeito.

O prefeito ainda não foi notificado da decisão judicial.

QUADRILHA – Em nota, o Poder Judiciário informa que afastou o prefeito de Cuiabá Pinheiro, em decisão monocrática do desembargador Luiz Ferreira Silva, sob a acusação de “organização Criminosa”.

Como toda cautelar, pode sofrer mudanças para flexibilização ou até revogação, acrescenta a nota. .

O prefeito pode ingressar com Agravo Interno, na Turma de Câmaras Criminais Reunidas do TJMT.

Ele tem prazo de 15 dias para interpor recurso após ser intimado.

O processo tramita em segredo de Justiça.

Diario de Cuiabá

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

Judiciário

A Segunda Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso julgou e rejeitou nesta quarta-feira (10) um recurso apresentado pela defesa...

Judiciário

Juiz da Vara Especializada em Ações Coletivas, Bruno D’Oliveira Marques, determinou que o Estado de Mato Grosso pague adicional noturno de 25% sobre a...

Polícia

O juiz federal Francisco Antonio de Moura Junior, da 1ª Vara Federal Cível e Criminal de Cáceres, derrubou a decisão que havia concedido liberdade...

Política

Com objetivo de melhorar a oferta de vagas para a população que utiliza do comércio da região, o prefeito de Sinop, Roberto Dorner, assinou...

Endereço: Rua Ema Klunk, 274 - Jardim Safira - Sinop/MT CEP:78.551-366 CNPJ: 37.095.341/0001-06 Razão Social: M. L. JORDAN LTDA Nome Fantasia: Site Só Informação