Connect with us

Hi, what are you looking for?

15/04/2024

Judiciário

ALEGOU TER FILHO PEQUENO Presidente do STJ nega HC a ‘Karol do Grau’, presa suspeita de atrair vítimas para morte

Foto reprodução

A presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministra Maria Thereza de Assis Moura, negou Habeas Corpus a Karol Karoline Karine da Silva, 23 anos, conhecida como “Karol do Grau”, presa suspeita de armar tocaias para matar integrantes de facções rivais a qual ela pertence. A decisão é de quarta-feira (14).

Ela foi presa em dezembro do ano passado, na cidade de Juína (745 km de Cuiabá), sob acusação de participar de homicídios, de integrar organização criminosa e porte ilegal de arma de fogo. A investigada é suspeita de integrar a facção criminosa Comando Vermelho.

A defesa de Karol do Grau ingressou com o pedido alegando constrangimento ilegal. A equipe jurídica requereu a substituição da prisão preventiva por domiciliar argumentando que paciente
é mãe de criança que depende de seus cuidados.

A intenção da defesa era revogar a prisão, ainda que mediante a aplicação de medidas cautelares ou a substituição pela prisão domiciliar.

No entanto, a presidente do órgão superior indeferiu o pedido. Na justificativa, a ministra relatou que a matéria não havia sido apreciada pelo tribunal de origem (Tribunal de Justiça de MT). Além disso, a chefe do STJ alegou que os crimes pelo qual Karol do Grau é investigada é de violência, e, por isso, não seria possível a concessão do benefício.

“Em especial quanto à tese de que deve haver a substituição da segregação cautelar pela prisão domiciliar, não há teratologia pois a paciente é acusada da prática, em tese, de crime cometido com violência ou grave ameaça, situação em que é vedada legalmente a concessão desse benefício”, diz trecho da decisão.

Luis Vinicius
Olhar Direto

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

Judiciário

A Segunda Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso julgou e rejeitou nesta quarta-feira (10) um recurso apresentado pela defesa...

Judiciário

Juiz da Vara Especializada em Ações Coletivas, Bruno D’Oliveira Marques, determinou que o Estado de Mato Grosso pague adicional noturno de 25% sobre a...

Polícia

O juiz federal Francisco Antonio de Moura Junior, da 1ª Vara Federal Cível e Criminal de Cáceres, derrubou a decisão que havia concedido liberdade...

Polícia

Policiais da Delegacia de Sorriso cumpriram nesta segunda-feira (04.03) o mandado de prisão contra um foragido da justiça do Maranhão, que responde pelo crime...

Endereço: Rua Ema Klunk, 274 - Jardim Safira - Sinop/MT CEP:78.551-366 CNPJ: 37.095.341/0001-06 Razão Social: M. L. JORDAN LTDA Nome Fantasia: Site Só Informação