Connect with us

Hi, what are you looking for?

21/05/2022

Política

Enfraquecido, PSDB luta por sobrevivência após debanda de lideranças em MT, sonho é de Nilson como vice de Mauro

O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) em Mato Grosso sente o nocaute com a saída de lideranças que garantiam a sustentação da sigla, que enfrenta momentos de fragilidade e tenta se manter em pé.

A situação é reconhecida pelo presidente do “ninho tucano” no Estado, deputado Carlos Avallone.

“Eu nunca sai do mesmo lugar onde estou. Eu não sou candidato que chega próximo da eleição e avalia qual o melhor partido para entrar e ganhar a eleição. Sou presidente do partido e tento atrair pessoas e dar mais força ao partido nas eleições”, disse em recente entrevista ao programa A Tribuna (rádio Vila Real, 98.3 FM).

Desde a saída do ex-governador Pedro Taques, que deixou a legenda após amargar uma intensa derrota em sua reeleição ao Palácio Alencastro, o PSDB vem perdendo governabilidade no Estado.

O partido que comandou a máquina pública de Mato Grosso por quatro anos, agora conta com 9 prefeitos e vice prefeitos, 100 vereadores e um deputado estadual na Assembleia Legislativa, que é justamente Avallone.

O último a “abandonar o barco” foi deputado Wilson Santos. O parlamentar permaneceu na legenda por mais de 20 anos, aproveitou o período da janela partidária para migrar ao PSB, onde vai tentar renovar o seu mandato.

Toda a situação é vista com desprezo pelo sobrevivente tucano. “Eu já estou acostumado a ter o PSDB grande como estava agora com Pedro Taques com 45 prefeitos e pequeno como estamos agora. Nós perdemos a eleição e um ano depois a gente tinha 15, elegemos 11 e agora estamos com 9”, acrescentou.

Apesar dos momentos de altos e baixo, Avallone espera pelos momentos de “ovos de ouro” no ninho tucano e aponta que grandes mudanças estão ligadas à legislação eleitoral. “A tal da fidelidade é triste, aí você tem a janela partidária que permite a troca de partido”.

Em Sinop não é diferente, o partido tucano saiu de 4 vereadores para 2 nas últimas elelições Dilmair Callegaro e Adenilson Rocha, Rocha que deve ser candidato a Deputado Estadual pelo partido, o vereador pré candidado espera pela candidatura de Nilson Leitão, (figura histórica tucana) a deputado federal, mas até o momento Leitão não definiu se será candidato. Na capital do nortão existe a espectativa do nome de Nilson Leitão ser cogitado para vice de Mauro Mendes o que daria uma sobrevida a sigla Tucana em Mato Grosso e Sinop.

Em conversa com uma das lideranças do Governo Paiaguás, esta possibilidade está praticamente descartada pelo o desgaste do PSDB e perda da força politica depois das movimentações que ocorreram deixando o partido fragilizado sem poder de negociação.

 

Da redação com informações do Gazeta Digital

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias Relacionadas

Jogo Bruto

Dois rivais nas eleições de 2018 devem ser aliados em 2022, estou falando de Adenilson Rocha e Ícaro Severo. Já se passaram 4 anos,...

Jogo Bruto

As lideranças políticas de Sinop precisam urgentemente pensar na representatividade da maior cidade no norte de Mato Grosso, tanto no congresso nacional como na...

Jogo Bruto

Os bastidores políticos para as eleições 2022 estão a todo vapor. Uma fonte me confirmou que o Deputado Júlio Campos convidou pessoalmente o Ex-Juiz...

Política

Uma das lideranças petistas em Mato Grosso, o deputado estadual Lúdio Cabral afirmou que o PT não precisa do apoio político do agronegócio nas...

Endereço: Rua Ema Klunk, 274 - Jardim Safira - Sinop/MT CEP:78.551-366 CNPJ: 37.095.341/0001-06 Razão Social: M. L. JORDAN LTDA Nome Fantasia: Site Só Informação