Política

Câmara de Sinop vai recorrer de decisão que suspende reajuste salarial

Os vereadores de Sinop se reuniram, na tarde dessa quinta-feira (27), e decidiram acatar a decisão da Justiça que suspendeu o reajuste salarial dos parlamentares. O juiz Mirko Giannotte, da 6ª Vara Cível, acatou o pedido da ação popular, movida pelo advogado do Mato Grosso do Sul, Daniel Ribas da Cunha, que pedia a suspensão da reposição. Apesar de acatarem a decisão judicial, os parlamentares decidiram recorrer da decisão.

Conforme o presidente da Câmara, Elbio Volkweis (Patriota), os vereadores irão mover uma ação contra a decisão do juiz, pois segundo ele, não houve irregularidades na concessão dos reajustes, conforme a justificativa da decisão. Elbio explicou que a reposição dos subsídios dos vereadores é praticada desde 2009 e nunca foram contestadas pelos órgãos fiscalizadores.

“Vamos acatar a decisão e não vamos repassar o reajuste aos vereadores, mas iremos mover uma ação contra a decisão do juiz, pois o reajuste sempre ocorreu e até hoje, nem o Tribunal de Contas, nem o Ministério Público, contestaram os reajustes praticados”, pontuou referindo-se a legalidade do repasse. “Não aprovamos o aumento dos salários e sim a reposição, vereador não aumenta o próprio salário mas do próximo (vereador), pois a lei determina que a fixação dos subsídios dos vereadores só pode ser praticada na legislatura subsequente, ou seja, aprovamos o aumento mas ele só é praticado na próxima Legislatura. O que aprovamos no ano passado foi a reposição das perdas e que ficaram abaixo do percentual anual”, destacou referindo-se aos cálculos para a reposição proporcional ao período de janeiro a outubro de 2021.

O presidente lembrou que desde 2020 os servidores públicos não tiveram reajuste devido a pandemia. A Lei Federal Complementar nº 173, que vigorou até 31 de dezembro de 2021, proibia a reposição salarial de todo funcionalismo (federal, estadual e municipal).

Além dos subsídios dos vereadores, a bancada também aprovou, no ano passado, o reajuste de 10% dos salários de todos servidores públicos e em 31%, o auxílio alimentação.

Também participaram da reunião dessa quinta-feira os vereadores Paulinho Abreu (PL), vice presidente, Celsinho do Sopão (Republicanos), Toninho Bernardes (PL), Dilmair Callegaro (PSDB) e Lucinei (MDB), além de assessores dos vereadores Juventino Silva (PSB), Célio Garcia (DEM), Professora Graciele (PT), Professor Mário (PODE), Adenilson Rocha (PSDB), do legislativo e jurídico da Câmara.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias Relacionadas

Economia

O litro da gasolina ficou R$ 0,20 mais caro a partir de hoje (18), nas refinarias da Petrobras. Com isso, o preço do combustível vendido...

Economia

x A Petrobras anunciou nesta sexta-feira (17) reajustes de 5,2% no preço da gasolina e de 14,2% no preço do diesel. Os novos valores passam...

Jogo Bruto

As pessoas sábias tem uma frase que é verdadeira: Dê poder a uma pessoa e conhecera seu caráter. Dito isto, não existe nada mais...

Geral

Na sessão desta segunda-feira (16), a bancada parlamentar se reuniu para analisar e votar oito projetos (lei, decreto legislativo), um parecer do Tribunal de...

Endereço: Rua Ema Klunk, 274 - Jardim Safira - Sinop/MT CEP:78.551-366 CNPJ: 37.095.341/0001-06 Razão Social: M. L. JORDAN LTDA Nome Fantasia: Site Só Informação

Sair da versão mobile