Connect with us

Hi, what are you looking for?

20/04/2024

Polícia

SALVO CONDUTO Operação cumpre prisões contra grupo investigado por torturar e extorquir mecânico em Barra do Garças

Foto PJC/MT
Nove mandados judiciais contra integrantes de uma associação criminosa são cumpridos pela Polícia Civil, na manhã desta quarta-feira (31.01), em cidades de Mato Grosso e Goiás. A operação Salvo Conduto é coordenada pela 1ª Delegacia de Barra do Garças.

Das prisões preventivas, buscas e apreensão domiciliares e outras medidas cautelares deferidas pela Comarca de Barra do Garças, seis foram cumpridas em Barra do Garças e três na cidade de Goiânia.

Os investigados têm diversas passagens criminais e respondem por sequestro e cárcere privado, extorsão, associação criminosa, coação no curso do processo e tortura.

Foto. PJC/MT

O crime

Em dezembro de 2023, um homem de 39 anos conduzia sua motocicleta pelo bairro Ouro Fino, em Barra do Garças, quando foi abordado por ocupantes de um automóvel de cor prata, ambos monitorados por tornozeleira eletrônica.

A vítima foi colocada no carro e com um pano preto cobrindo o rosto foi levada para outro local, sendo agredida com golpes na cabeça, no pescoço, e constantemente ameaçada de morte durante o trajeto.

Depois de ser torturada, a vítima, mesmo amarrada, conseguiu se desvencilhar e fugir, pedindo socorro a uma equipe da Polícia Militar.

Apuração 

Durante as diligências para esclarecer o crime, a 1ª Delegacia de Polícia de Barra do Garças, constatou que a motivação do crime foi um desacordo comercial entre a vítima e dois dos autores.

Em setembro de 2023, a vítima foi contratada por um dos investigados para fazer reparo mecânico em um automóvel e pagou parte do valor combinado no momento da contratação.

No entanto, antes do término dos serviços, o suspeito em companhia de outra pessoa, retirou o veículo da oficina alegando que a vítima era procurada pela polícia.

Mesmo a vítima já tendo iniciado os serviços, inclusive adquirido peças para o conserto, o suspeito passou a exigir a devolução do valor pago na contratação. A vítima se negou a devolver o dinheiro recebido. A partir de então, o suspeito iniciou uma série de intimidações para a restituição do dinheiro, inclusive enviando imagens da residência dos familiares da vítima, com graves ameaças.

Na ocasião, temendo pela sua vida e de seus parentes, a vítima registrou um boletim de ocorrência. Dias depois, foi abordada pelos suspeitos armados, que levaram R$ 1,8 mil. Já no dia 19 de dezembro, a vítima foi sequestrada, mantida em cárcere privado e torturada.

Investigação

A Polícia Civil identificou seis envolvidos na ação criminosa. Diante dos indícios e evidências de autoria, a 1a Delegacia de Barra do Garças representou pelas prisões preventivas, busca e apreensão domiciliar, além quebra do sigilo de dados eletrônicos e autorização para acesso e compartilhamento de dados de monitoramento eletrônico.

Assessoria

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

Geral

A Diretoria de Unidade Desconcentrada da Secretaria de Estado de Meio Ambiente em Guarantã do Norte, em parceria com Polícia Judiciária Civil, apreendeu madeira...

Polícia

 Polícia Civil prendeu nesta quinta-feira (04.04), em cidades de Mato Grosso e Rondônia, três criminosos que participaram do roubo a uma cooperativa de crédito...

Polícia

A Polícia Civil, por meio da 1ª Delegacia de Polícia de Várzea Grande, deflagrou na manhã desta terça-feira (26.03), a Operação Hospital Seguro para...

Polícia

A unidade do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Barra do Garças, força-tarefa permanente constituída pelo Ministério Público do...

Endereço: Rua Ema Klunk, 274 - Jardim Safira - Sinop/MT CEP:78.551-366 CNPJ: 37.095.341/0001-06 Razão Social: M. L. JORDAN LTDA Nome Fantasia: Site Só Informação