Connect with us

Hi, what are you looking for?

09/08/2022

Polícia

Operação prende líderes de quadrilha envolvida em golpes online

Polícia Civil deflagrou na manhã desta quarta-feira (3) a da 2° fase da Operação Miqueias, que tem como objetivo desarticular uma quadrilha de estelionatários . Ao todo são 12 mandados de prisão preventiva, sendo que até o momento 9 já foram cumpridos. Os alvos seriam os líderes do esquema.

A primeira fase da operação foi deflagrada no dia 13 de abril, onde 21 mandados de busca e apreensão foram expedidos pela Justiça de São José do Rio Preto (SP). A quadrilha de Cuiabá e Várzea Grande chegou a fazer mais de 100 vítimas somente em São Paulo, apesar de agir em todo o território nacional.

Conforme a assessoria da Polícia Civil, as ordens judiciais são cumpridas na cidade de Cuiabá e Várzea Grande. Os trabalhos são coordenados pelo delegado de São José do Rio Preto, Renato Gomes Camacho, e pelo delegado Pablo Carneiro, da Delegacia de Estelionato de Cuiabá e contam com apoio de policiais da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) e da Gerência de Operações Especiais (GOE).

Novos rumos

Nas investigações, foi identificado que os recebedores dos valores ilícitos estavam em Mato Grosso, sendo cumpridos mandados de busca e apreensão contra os alvos na primeira fase da operação.

Na ocasião, o cumprimento das ordens judiciais resultou na oitiva de suspeitos, telefones celulares e equipamentos eletrônicos apreendidos, além de uma prisão em flagrante por tráfico de drogas.

Com as apreensões realizadas foi possível trazer novas informações e provas à investigação, aprofundando as investigações e identificando uma grande organização criminosa, com repasse de valores escalonados, hierarquia, divisão de funções, atuando em um esquema criminoso que lesa muitas vítimas.

Diante dos levantamentos, chegou-se a novas figuras do esquema, sendo então identificados os possíveis chefes da organização criminosa, apontados como os destinatários finais dos valores angariados de forma ilícita.

Modo de ação

Conforme divulgado, o grupo praticava o crime nas modalidades “Golpe do WhatsApp” e golpes por meio de fraudes de anuncios em sites de compra e venda.

No primeiro, os criminosos criavam um perfil falso no aplicativo de troca de mensagens, utilizavam a foto de uma vítima e depois, enviavam mensagens para familiares e amigos pedindo dinheiro emprestado.

Já no segundo, a quadrilha procurava forjava anúncios no site de compra e venda, oferecendo automóveis, ludibriando compradores, até que o dinheiro seja depositado na conta dos criminosos, configurando o golpe logo em seguida.

Os valores arrecadados podem ultrapassar a casa de milhões de reais. A polícia ainda não conseguiu identificar esse montante e nem mesmo o número total de pessoas vítimas dos golpes. (Com assessoria)

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias Relacionadas

Judiciário

Deflagrada na última quinta-feira (28), a Operação Grãos de Areia, da Polícia Civil, resultou no bloqueio de aproximadamente R$ 3 milhões das contas bancárias...

Polícia

O Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) de Sorriso cumpriu nesta quinta-feira (28), em Cuiabá, mandado de prisão expedido na Operação...

Polícia

A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (22), a Operação “Escamoteio” com objetivo de combater fraudes praticadas contra o Auxílio Emergencial, pago pela Caixa Econômica...

Polícia

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Estelionato e Outras Fraudes de Cuiabá, deflagrou, na manhã desta terça-feira (19.07), a operação Gênesis para...

Endereço: Rua Ema Klunk, 274 - Jardim Safira - Sinop/MT CEP:78.551-366 CNPJ: 37.095.341/0001-06 Razão Social: M. L. JORDAN LTDA Nome Fantasia: Site Só Informação