Connect with us

Hi, what are you looking for?

02/07/2022

Geral

Prefeitura busca parceria da UFMT para instalação de serpentário e produção de soro antiofídico em Sinop

Desde o ano passado [2021], a Prefeitura vem buscando informações e fazendo levantamento de dados para a elaboração de um projeto de instalação de um serpentário em Sinop. A iniciativa é da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e partiu da observação dos técnicos do setor de agricultura que, em suas visitas às pequenas propriedades rurais, constataram várias incidências de casos de pessoas picadas por cobras e outros animais peçonhentos.

Os registros feitos pelo Departamento de Vigilância Epidemiológica do município revelam 101 acidentes com animais peçonhentos no ano de 2021 [35 por serpentes, 17 por aranha, 27 por escorpião, 01 por lagarta, 13 por abelha, 02 por marimbondo e outros 06 por lacraia]. Antes mesmo de iniciar, de fato, o segundo semestre desse ano, o Departamento já cataloga outros 45 acidentes do porte.

“Nossos engenheiros agrônomos, zootecnistas e veterinários, por exemplo, estão diariamente em contato com os pequenos produtores para atender às demandas da agricultura familiar de nosso município e foi através deles que pudemos levantar essa problemática. Por quê falo problemática? Porque sabemos a dificuldade e a iminente falta do soro antígeno na rede pública de saúde, pois sua produção e distribuição é feita e concentrada em São Paulo”, pontua o secretário de Desenvolvimento Econômico Klayton Gonçalves.

O primeiro passo foi o contato com a Corporação do Corpo de Bombeiros através do comandante Regional Giovanni Eggers e comandante do 4º Batalhão de Sinop, Tenente Coronel. Jean Oliveira, para entender o cenário local. “O serpentário é um sonho antigo e um projeto do Comandante Giovani que nós abraçamos e buscamos ampliar” explicou Gonçalves.

Após levantamento de dados e pesquisas a SEDEC buscou o Instituto Butantan [Ofício nº464/2021 – SEDEC], para a instalação de uma unidade regional, no município, a fim de produzir o soro antígeno e encurtar a logística de atendimento à uma população regional, haja vista Sinop servir de polo prestador de serviços de educação, comércio e, principalmente, saúde para cerca de 50 outros municípios, o que a torna uma macro região de, pelo menos 800 mil habitantes.

Ante à negativa do órgão [Ofício IB nº453/2021 – “Inicialmente, parabenizo a iniciativa, como os cumprimentos ao Excelentíssimo Chefe do Executivo Municipal, no estudo realizado e nos sentimos honrados quanto ao convite…. No entanto, não há previsão de qualquer instalação de qualquer unidade deste Instituto, fora do estado de São Paulo”], bem como a impossibilidade de gestão política solicitada ao Senado Federal, através do senador da República, Wellington Fagundes [Ofício 463/2021 – SEDEC], a saída foi buscar vetores locais para que o projeto possa ser concretizado e os prejuízo com animais peçonhentos amenizados.

“Recentemente, tivemos a triste notícia da morte de uma criança vítima de picada de cobra que, por falta de soro antiofídico e dificuldades no transporte aéreo para um outro centro de saúde que não Sinop, acabou não resistindo”, destaca Gonçalves.

Em reunião na Universidade Federal de Mato Grosso [UFMT campus Sinop], ainda na semana passada, para debater várias parcerias, foi discutida a questão do serpentário e a Universidade, prontamente, se colocou à disposição para a construção e concretização da construção do serpentário e produção de antígenos próprios.

Além de um conceituado curso de medicina veterinária, a Universidade tem, também, em seu quadro de docentes, o professor doutor Domingos, especialista em serpentes. “O próximo passo, é vermos qual a melhor forma para celebrarmos um convênio e selarmos uma parceria”, finaliza o secretário ao adiantar que já saíram com data certa para uma nova reunião de apresentação dos avanços obtidos nesse ínterim.

Presentes na reunião e representando a UFMT, o diretor do Departamento de Ciências Agrárias, Carlos César Breda, o coordenador do curso de Agronomia, Arthur Behling Neto e a coordenadora do Programa de Pós Graduação em Agronomia, Márcia RoggiaZanozo. Representando o Poder Legislativo, os vereadores, Mário Sugizaki e Luiz Paulo.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias Relacionadas

Economia

O sétimo mês do ano não é marcado por alguma data especial, mas é um mês bom para vendas. Mais da metade do ano...

Saúde

A Secretaria de Saúde de Sinop segue ofertando, aos sábados, todas as vacinas de rotina previstas no Plano Nacional de Imunização, vacinas contra Covid-19...

Política

O prefeito Roberto Dorner (Republicanos), esteve acompanhando, hoje pela manhã, a agenda do governador Mauro Mendes, em Sorriso, para assinaturas de convênios e autorizações...

Política

O prazo estipulado pelo Poder Público para regularização do comércio ambulante em Sinop, deve terminar nessa semana, no fim do mês de junho, como...

Endereço: Rua Ema Klunk, 274 - Jardim Safira - Sinop/MT CEP:78.551-366 CNPJ: 37.095.341/0001-06 Razão Social: M. L. JORDAN LTDA Nome Fantasia: Site Só Informação