Connect with us

Hi, what are you looking for?

30/11/2021

Saúde

Sinop lidera casos de dengue em Mato Grosso.

Estado de Mato Grosso está em alerta vermelho devido o aumento dos números de criadouros do Aedes aegypti. Foram 17.509 casos de dengue registrados nos três primeiros meses deste ano, segundo dados divulgados da secretaria estadual de Saúde (SES-MT), um aumento de 333,6% em relação ao mesmo período do ano passado, quando os números atingiam 4.038 registros.

Conforme o boletim epidemiológico, cinco pessoas morreram neste ano por causa da dengue, entre elas, uma criança de 5 anos. Duas vítimas eram moradoras Sinop, no Norte mato-grossense. Já as outras três eram de Lucas do Rio Verde, União do Sul e Vera.

Em 2019, ocorreram quatro óbitos em decorrência da dengue. As mortes foram em Sinop, Confresa, Primavera do Leste e São Félix do Araguaia.

De acordo com os dados, o município com o maior número de casos é Sinop, com 3.258 registros, seguido de Rondonópolis com 780 notificações, Cuiabá com 288 e Várzea Grande com 54 casos da doença.

O único município que apresentou redução no número de casos foi Várzea Grande, que no ano passado havia registrado 70 casos. Rondonópolis e Sinop, que já estão em alerta vermelho, tiveram um aumento de 776% e 602%, respectivamente. Cuiabá também aumentou em 94,5% em comparação com os três primeiros meses do ano passado.

 Mobilização Social

Segundo a SES-MT, no período chuvoso no mês de outubro, a falta de saneamento básico e dos cuidados domiciliares, consequentemente provocam o aumento dos números de criadouros do Aedes aegypti. Com isso, ocorre a necessidade do alerta para aumentar a atenção e os cuidados com as doenças transmitidas por este vetor.

No “Período Não Epidêmico”, as ações de Mobilização, Comunicação e Educação em Saúde são fundamentais para a mudança de comportamento e adoção de práticas para a manutenção do ambiente domiciliar com a eliminação dos criadouros preservando a infestação por Aedes Aegypti.

A Mobilização e Comunicação é um processo potencializador e descentralizador de ações, tendo em vista estimular a participação social na identificação dos problemas de saúde pública nos bairros, bem como a circulação de informações e conhecimentos em saúde.

O desenvolvimento dessas ações, auxiliam o exercício do controle social sobre os serviços da rede SUS, vez que possibilitam a tomada de decisões, contribuindo para melhoria da qualidade de vida da população.

Dicas para evitar a proliferação do mosquito

Cobrir caixas d’água, cisternas, poços e evitar entupimentos de calhas

Vedar com cimento os cacos de vidro nos muros que podem acumular água

Colocar em sacos plásticos, fechar e colocar no lixo copos descartáveis, embalagens, tampas, cascas de ovo e tudo que possa acumular água

Não deixar pneus expostos ao tempo, nunca permitindo acúmulo de água dentro deles

Usar cloro em piscinas limpá-las com frequência e cobri-las quando não estiverem em uso

Limpar as bandejas externas das geladeiras e ar-condicionado

Esvaziar garrafas, latas e baldes. Guardá-los em local coberto

Guardar garrafas pet e de vidro sempre com a boca para baixo. Guardá-las em local coberto

Lavar semanalmente, com bucha, sabão e água corrente, os vasilhames de alimentação de animais

Lavar os pratinhos dos vasos de plantas e colocar areia até a borda. Evitar plantas como as bromélias, que acumulam água

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

Endereço: Rua Ema Klunk, 274 - Jardim Safira - Sinop/MT CEP:78.551-366 CNPJ: 37.095.341/0001-06 Razão Social: M. L. JORDAN LTDA Nome Fantasia: Site Só Informação