Mato Grosso, Sábado, 24 de Outubro de 2020
Logo Só Informação
Informe Publicitário
ARENA

Arena recebe crítica nacionalmente por não ter condição para sediar jogo

Marcia Jordan

03/04/2014 às 08:50

Arena recebe crítica nacionalmente por não ter condição para sediar jogo
Mal foi inaugurada e a Arena Pantanal já é alvo de críticas em sites nacionais
Arena Pantanal

Mal foi inaugurada e a Arena Pantanal já é alvo de críticas em sites nacionais, como o ESPN Brasil e Folha de São Paulo. Após o jornalista Paulo Vinícius Coelho, do canal esportivo ESPN Brasil, vir a Cuiabá para cobrir o primeiro jogo no estádio entre Santos e Mixto, nesta quarta (2), se deparou com a realidade da cidade sede da Copa. Segundo ele, ao desembarcar no aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande, descreve como “Pânico” a situação. Diz que Cuiabá foi a sede escolhida à base de política, se falando das 12 cidades-sede. “Sair do aeroporto e andar por Cuiabá é um susto! Pânico! Vai ter Copa?”, questiona o jornalista.

O jornalista destaca que Cuiabá ganhou de Campo Grande e Goiânia, após avaliação dos inspetores da Fifa, em 2009. O curioso, expõe Paulo, é que a inspeção foi realizada no mesmo dia, nas três capitais. “Chegarem a Cuiabá às 16h, foram levados a uma fazenda na região do Pantanal e viraram a noite por lá. Festa!”. Traz que, à época, teve até promessa do então governador, Blairo Maggi (PR), que falava que Mato Grosso teria um time na Série B, situação que chegou perto de se cumprir, tendo em vista que o Luverdense está na Segunda Divisão nacional.

Outro ponto relatado por Paulo Vinícius é que a Secopa informa que o novo terminal do aeroporto estará pronto e que haverá decoração nos tapumes das obras do VLT, que não estava pronto. Ressalta também que há obras por todos os cantos, no entanto, não é o estádio que assusta, ao dizer que a dúvida é se Mato Grosso vai conseguir terminar a cidade. Além disso, traz fala do secretário Maurício Guimarães, que diz “o que é para a Copa estará pronto. As outras obras só depois”. 

O site Folha de SP, por sua vez, noticiou que mil operários que trabalham na construção da Arena receberam ingressos de cortesia para assistir ao jogo desta quarta, contudo, foram surpreendidos quanto aos assentos marcados para arquibancada superior, no qual ainda não estavam instalados. Os trabalhadores tiveram que assistir à partida sentados no assoalho de concreto. A situação motivou muitas críticas. Segundo a Secopa, neste caso, esta foi a única maneira de contemplar os operários, uma vez que os 20 mil ingressos foram vendidos e somente os lugares no nível superior estavam disponíveis, apesar de não terem cadeiras instaladas.