Mato Grosso, Sexta-Feira, 10 de Julho de 2020
Logo Só Informação
Informe Publicitário
UNIÃO

União admite emergência em cidade que precisa de R$ 6 milhões

Marcia Jordan

14/04/2014 às 08:17

União admite emergência em cidade  que precisa de R$ 6 milhões

M_26391014022014dhfdkkrbdarijichkauO governo federal reconheceu situação de emergência no município de Claudia (80 quilômetros de Sinop), devido aos estragos causados pelas chuvas nos últimos meses. Pontes ficaram danificadas, estradas intrafegáveis, comunidades isoladas além de aulas na rede municipal prejudicadas.

O nível do rio Tartaruga também subiu, no sentido União do Sul, passado pela ponte de madeira, impedido passagem de pessoas à pé, carros, caminhões e carretas Com a oficialização, o município fica mais perto de receber recursos destinados aos reparos. O prefeito João Batista (PSD) já estimou serem necessários entre R$ 5 e R$ 6 milhões para as ações, acreditando que a partir da liberação de verbas, elas devem demorar entre 7 meses a 1 ano para serem concluídas.

Segundo o prefeito, somente na agricultura são estimados prejuízos de R$ 30 milhões, como na cultura da soja, que em muitas propriedades acabou apodrecendo devido a alta umidade. Somente de prejuízo econômico, na cidade, destacou ainda R$ 118,4 mil. O governo federal já reconheceu emergência em inúmeras cidades no Estado, devido às chuvas, como Sorriso, Alto Araguaia, Barra do Bugres, Confresa, Ipiranga do Norte, Matupá, Mirassol D`Oeste, Nova Guarota, Nova Santa Helena, Pontal do Araguaia e Santa Terezinha.

Em Sorriso, o projeto que será enviado para receber os recursos do Ministério deverá estar finalizado em no máximo 90 dias. A previsão é do secretário de Agricultura e Meio Ambiente e presidente do Conselho de Defesa Civil, Afranio Migliari. O documento apontará os investimentos que o município já fez e ainda fará para recuperar estradas e pontes que foram danificadas devido as chuvas e devem ser requisitados cerca de R$ 17 milhões. Porém, não é garantia que o recurso será encaminhado ao município, já que passará por uma análise do Governo Federal 

Fonte SóNoticias