Mato Grosso, Terça-Feira, 27 de Outubro de 2020
Logo Só Informação
Informe Publicitário
CINCO

Cinco deputados já sinalizam adesão ao G-11 de Taques

Marcia Jordan

27/11/2014 às 08:13

Cinco deputados já sinalizam adesão ao G-11 de Taques

Apesar da expectativa em torno de uma disputa para a eleição da mesa diretora da Assembleia Legislativa, dividida entre o grupo apoiado pelo governador eleito Pedro Taques (PDT), formado por 11 deputados, e a oposição, as novas articulações apontam para a possibilidade de uma chapa única, contrariando a vontade da situação. Além da proximidade do deputado Guilherme Maluf (PSDB) com o primeiro-secretário Mauro Savi (PR), que deixou clara a sua vontade de disputar o cargo de presidente da Mesa, Dilmar Dal Bosco (DEM), também aliado de Taques, defende o consenso e a formação de uma chapa única.

Para o democrata, a prioridade é garantir a governabilidade e por isso chega a sugerir que um grupo indique o presidente e outro o primeiro-secretário. Acordo este que seria o que está sendo conversado entre o tucano e Savi. 

No entanto, ao que parece o grupo da situação não está disposto a aceitar esta parceria. O chamado G11, numa referência ao grupo de 11 deputados aliados de Taques, se reuniu na noite de terça-feira na casa de Oscar Bezerra (PSB), que também se articula para ocupar um cargo na mesa diretora. As conversas colocam o empresário Eduardo Botelho (PSB) novamente na disputa pela presidência. 

Apesar das possíveis dissidências de Maluf e Dilmar no G11, o grupo de oposição que conta com 13 deputados também está rachado e a briga já foi escancarada principalmente por Emanuel Pinheiro (PR), que não aceita a imposição do partido para apoiar Savi na disputa e diz ser contrário à alternância na Mesa. 

Ele defende que outros nomes ocupem cargos no comando do Legislativo, mas garante que não tem pretensão de ir para a disputa. Além disso, Pinheiro possui um projeto de lei que acaba com a reeleição na mesa diretora e ainda divide as responsabilidades entre todos os membros. 

Atualmente, tudo é focado nas figuras do presidente e primeiro-secretário. Ele já ganhou apoio de José Domingos Fraga (PSD), que também é um possível dissidente da oposição, e de Dilmar. Além disso, Pedro Satélite (PSD), Wagner Ramos (PR) e Nininho (PR) são outros que estão insatisfeitos com o atual grupo que comanda a AL. 

A insatisfação com Mauro Savi é pelo fato de ele não ter dado suporte aos demais colegas durante a campanha. Romoaldo Junior (PMDB), que ficou boa parte do tempo na presidência da Casa, também tenta se manter na mesa diretora, mas enfrenta resistência dos demais parlamentares. 

assembleia

Fonte DC