Mato Grosso, Quarta-Feira, 22 de Setembro de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
ACOLHIMENTO DE PESSOAS

Assistência inaugura Casa de Passagem e lança Projeto “Adote uma Vida”

Acolhimento de pessoas de rua

Da Redação

08/09/2021 às 08:21

Assistência inaugura Casa de Passagem e lança Projeto “Adote uma Vida”
Secom

Será inaugurada hoje quarta-feira (08.09) a Casa de Passagem de Sinop, como parte da programação do aniversário de Sinop. O local, gerenciado desde abril de 2021 pela Secretaria Municipal de Assistência Social, Trabalho e Habitação tem como objetivo oferecer acolhimento às pessoas em situação de rua. Desde que a gestão foi assumida pelo Município, a Casa de Passagem teve seu número de vagas ampliado, oferecendo apoio psicossocial, incentivando o resgate do vínculo familiar, fazendo o acompanhamento dos usuários visando autonomia financeira e proporcionando acesso ao mercado de trabalho.

Durante a inauguração e demonstração de melhorias, a Secretaria de Assistência Social, Trabalho e Habitação também apresentará a história de um dos usuários que foi assistido pela Casa de Passagem, e hoje assumiu sua independência financeira.

Na ocasião também será lançado o Projeto “Adote uma Vida”, um programa que também atenderá pessoas em situação de vulnerabilidade extrema. Com o entendimento de que o vínculo afetivo contribui para o despertar de uma mudança de vida, o “Adote uma Vida” busca aproximar os cidadãos que queiram dedicar tempo e carinho àqueles que mais precisam.


FAMÍLIA ACOLHEDORA

Aprovada e sancionada no dia 9 de agosto de 2021 pelo prefeito Roberto Dorner, a Lei nº 2.971/2021 Institui o "Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora", que promove o acolhimento de crianças e adolescentes afastados do convívio familiar, no município de Sinop.

A Lei atende as exigências da Constituição Federal, como parte integrante da política de atendimento à criança e ao adolescente.

O objetivo da Família Acolhedora é reconstruir os vínculos familiares e comunitários, garantir o direito à convivência familiar, ofertar atenção especial a crianças e adolescentes, bem como às suas famílias, romper o ciclo da violência e da violação de direitos em famílias socialmente vulneráveis, e contribuir na superação da situação vivida pelas crianças e adolescentes com menor grau de sofrimento e perda, preparando-os para a reintegração familiar ou colocação em família substituta.

A gestão do "Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora" fica vinculada à Secretaria Municipal de Assistência Social, Trabalho e Habitação e sua execução se dá através da Equipe Técnica designada, dos serviços públicos e da rede de organizações de Assistência social, tendo como parceiros o Poder Judiciário, o Ministério Público, a Procuradoria Geral do Município, o Conselho Tutelar, o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Conselho Municipal de Assistência Social, Secretaria Municipal de Saúde, Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Cultura, Secretaria Municipal de Saúde, Secretaria Municipal de Educação e Defensoria Pública.