Mato Grosso, Quarta-Feira, 22 de Setembro de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
UFMT SINOP

Prefeito, lideranças políticas discutem criação da Universidade federal do nortão

A ação conjunta, é para fortalecer a luta pela descentralização administrativa da universidade

Da Redação

30/08/2021 às 15:14

Prefeito, lideranças políticas discutem criação da Universidade federal do nortão
Secom /PMS

stiveram reunidos na manhã de hoje (30), na Câmara Municipal de Sinop, lideranças políticas municipais, estaduais e federais, além de representantes da Universidade Federal de Mato Grosso e da sociedade civil, por meio da UNESIN. O objetivo foi debater a criação da Universidade Federal do Nortão de Mato Grosso (UFNMT) por desmembramento de campus da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

A ação conjunta, é para fortalecer a luta pela descentralização administrativa da universidade, e que também possa receber mais investimentos e ter mais autonomia. A luta pela emancipação da UFMT, campus de Sinop, já conta com um Projeto de Lei (PL 4812/2020), apresentado pelo senador Carlos Fávaro (PSD), e novas tratativas devem ocorrer para desenvolvimento do projeto de criação. O MEC já está acompanhando o andamento, e prevê a necessidade de criação de aproximadamente 300 novos cargos administrativos e investimento superior a R$8 milhões de reais.

O Prefeito de Sinop, Roberto Dorner, abriu o evento e aproveitou para reforçar o pedido de atenção máxima a temática. “Fico feliz por mais uma vez os prefeitos e lideranças da região terem atendido nosso chamado. A emancipação da UFMT será uma grande conquista pra todos nós, porque a gente entende que além de ter os estudantes locais e de fora, vão trazer mais recursos e movimentação pra cidade. A administração local vai proporcionar mais clareza e também a possibilidade de brigar por cursos que atendam as necessidades locais. Pedimos que as lideranças e senadores façam esse trabalho conosco, para fazermos uma política firme, pra trazer a Universidade Federal independente pra região norte”, pontuou o prefeito.

O reitor da UFMT, Evandro Soares da Silva, explicou que “a universidade tem objetivo bastante claro, que é a contribuição social, para toda comunidade do norte. A universidade descentralizada busca soluções para que a sociedade ganhe, mas o processo de emancipação é longo, primeiro precisa da dotação orçamentaria, contratação de pessoas e ampliação de estrutura física, para que possa ser emancipada”. O pró-reitor da Universidade Federal de Mato Grosso campus de Sinop, Fábio José Lourenço, garantiu que “com a união dos senadores, temos a expectativa de conseguir apoio e estruturação necessária, para avançar nesse projeto, com autonomia maior para atender os anseios da população”.

O Senador Carlos Fávaro, ressaltou que investir nas universidades públicas e obrigação de todo parlamentar. “O presidente está na iminência de anunciar a criação de 6 universidades autônomas, e Sinop está ranqueada para receber essa tarefa. Chegou o momento das lideranças e do povo, de mostrar que estamos prontos pra receber essa universidade autônoma. Com essa força da comunidade local e política federal e estadual, tenho certeza que o norte de Mato Grosso será contemplado”.

O senador Wellington Fagundes, que também é relator do orçamento do MEC, afirmou que acredita ser possível a concretização da universidade, seguindo algumas etapas. “quero trazer o otimismo e dizer que essa oportunidade de ser relator no orçamento do MEC, pra mim será uma exigência a criação da universidade federal do nortão”.

Também participaram do evento, o Presidente da Câmara de Sinop, Elbio Volkweis; deputado federal Juarez Costa; deputado estadual Dilmar Dal Bosco; reitora da Universidade Federal de Rondonópolis, professora Analy dos Santos; e prefeitos da região norte. O campus da UFMT, de Sinop, nasceu em 1992 e, hoje, conta com os cursos de Agronomia, Engenharia Agrícola e Ambiental, Engenharia Florestal, Zootecnia, Matemática, Química, Física, Enfermagem, Farmácia, Medicina e Medicina Veterinária.