Mato Grosso, Quinta-Feira, 29 de Julho de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
SERIAL KILLER

Morador de Sorriso é confundido com serial killer faz apelo sobre situação

A "brincadeira" de mau gosto começou há alguns dias

Da Redação

18/06/2021 às 10:19

Morador de Sorriso é confundido com serial killer  faz apelo sobre situação
reprodução

O cantor maranhense Vinicius Borges, de 35 anos, que atualmente reside em Sorriso, fez um apelo nas rede sociais após ser confundido com o serial killer do Distrito Federal (DF) Lázaro Barbosa. Ele fez um vídeo (Assista aqui) após descobrir por amigos a existência montagens de fotos suas com o bandido.

Segundo o cantor, a "brincadeira mau gosto" ocorreu depois que pessoas conhecidas fizeram montagem de fotos, comparando ele com o serial killer. "Bate aquele medo, porque não conheço ninguém. Até eu conseguir me apresentar e explicar que não sou esse marginal pode ser tarde", declarou.

Por morar há pouco tempo em Sorriso e ser pouco conhecido, Borges publicou um vídeo nas redes sociais, no qual fez um apelo para que as pessoas parem de compará-lo com o acusado, já que sua vida pode ser colocada em risco.

“Ninguém me conhece aqui. No Maranhão os riscos seriam mínimos, mas estou em outro estado. Peço, por favor, para não continuarem com essa brincadeira de mau gosto”, frisou.

Segundo o cantor, ele deve registrar um boletim de ocorrência na delegacia de Polícia Civil de Sorriso.

Caso Lázaro - por Record TV, R7

Lázaro Barbosa de Sousa é considerado um maníaco por cometer diversos crimes entre roubos, homicídios e estupros. Ele matou uma família inteira no Distrito Federal e fugiu para o município de Cocalzinho de Goiás (GO).

Ele é acusado de fazer a família como refém e de matar Cláudio, de 48 anos, o pai da família, e os filhos Gustavo, de 21, e Carlos Eduardo, de 15, a tiros e facadas. A mãe da família Cleonice, de 43 anos, chegou a ser sequestrada. O corpo foi achado próximo a um córrego, que fica a 8 km de distancia da propriedade onde morava.

Após essa chacina no Distrito Federal, Lázaro fugiu para Goiás em uma área de chácaras. Nesse local, ele cometeu roubos, invadiu casas, atirou em 3 pessoas e tentou queimar um imóvel.

Um dos seus roubos foi de um carro, que ao perceber que estava cercado, deixou o veículo e ateou fogo. Lázaro fugiu a pé para a mata próxima ao local. Ele trocou disparos com a polícia e conseguiu fugir.

Lázaro é caçador e conhecido como "mateiro", termo atribuído a quem conhece as matas. Esse fato, dificulta a procura da polícia, pois ele sabe como se locomover e sobreviver em meio ao matagal. Saiba mais aqui.