Mato Grosso, Domingo, 11 de Abril de 2021
Logo Só Informação
Informe Publicitário
SORRISO

Aulas presenciais retornam na rede pública de ensino

As aulas foram suspensas por 10 dias

Da Redação

07/04/2021 às 10:47

Aulas presenciais retornam na rede pública de ensino
reprodução

Conforme previsto, as aulas presenciais em Sorriso retornam nesta semana. Na rede privada, as atividades retornaram nesta terça-feira (6), já nas escolas da rede municipal reiniciaram hoje (7) e permanecem de forma escalonada.

As aulas ficaram suspensas por dez dias conforme determinação do decreto estadual 874, que atualizou as medidas restritivas para frear a contaminação da Covid-19 no Estado.

No documento, Sorriso estava classificado como “risco muito alto” de contágio, o que determinava a quarentena obrigatória durante este período. Contudo, na última quarta-feira (31), a secretaria estadual de Saúde atualizou a situação epidemiológica dos municípios de Mato Grosso e, no novo levantamento, Sorriso aparece na classificação de “risco alto”, o que, de acordo com o decreto estadual, permite que as escolas sigam com as aulas presenciais. 

“Com a reavaliação do índice de risco de contágio, as aulas poderão retornar de forma presencial”, diz a secretária municipal de Educação e Cultura, Lúcia Dreschler, lembrando que todas as unidades de ensino, privadas e municipais, devem continuar seguindo rigorosamente os protocolos de higiene, sanitização de ambientes, comunicação, monitoramento de profissionais e estudantes e também dos espaços. “O retorno seguirá todas as medidas de biossegurança que vinham sendo tomadas, como uso de máscara, uso do álcool em gel e o distanciamento. Aos pais recomenda-se cuidar para não aglomerar no entorno das unidades escolares e encaminhar máscaras reserva e garrafinha de água para seus filhos. Crianças com sintomas gripais não podem frequentar a escola enquanto perdurar os sintomas”, complementa.

De acordo com a gestora da Semec, os cursos livres e as universidades que funcionam no período noturno precisam, além de seguir os protocolos do plano de contingenciamento, respeitar o limite de horário até às 20h e o toque de recolher a partir das 21h.