Mato Grosso, Quinta-Feira, 29 de Outubro de 2020
Logo Só Informação
Informe Publicitário
PESQUISA DO IBGE

Mato Grosso lidera ranking de valor da produção agrícola no país

Dos 50 municípios com maior valor da produção, 22 são mato-grossenses.

Da Redação

07/10/2020 às 00:00

Mato Grosso lidera ranking de valor da produção agrícola no país
Reprodução

Por Deyvison Maciel

 

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontou o estado de Mato Grosso como primeiro lugar em valor de produção total, somando 16,2% da participação nacional. Superou, inclusive, São Paulo, destacado pela pesquisa Produção Agrícola Municipal 2019 (PAM) como ícone da produção na cana-de-açúcar.

Quando o assunto é produção agrícola Mato grosso se destaca, afinal, é o maior produtor de milho do país, registrando 31,5 milhões de toneladas em 2019. Dentre os 50 municípios com maior valor da produção, 22 são mato-grossenses.

O estudo do IBGE leva em conta informações sobre área plantada, área destinada à colheita, área colhida, quantidade produzida, rendimento médio obtido e valor da produção das culturas temporárias e permanentes, com informações relevantes para os planejamentos público e privado desse segmento econômico.

O valor de produção de Mato Grosso foi de R$ 58,3 bilhões, uma alta de 16,3% em relação ao ano anterior. A região Centro-Oeste alcançou o maior valor de produção, 107,9 bilhões de reais, 12,5% superior ao ano anterior, sendo a soja a principal lavoura, seguida do milho e da cana-de-açúcar. Já o valor da produção brasileira subiu 5,1% no ano passado e chegou ao recorde de R$ 361 bilhões.

Sorriso registrou o maior valor de produção agrícola dentre os municípios brasileiros, respondendo por 1,1% do valor de produção gerado no país. Em 2019, foram R$ 3,9 bilhões, um crescimento de 19,7% ao ano, recuperando a posição perdida em 2018 para São Desidério (BA).

Os estados de Mato Grosso e da Bahia continuaram preponderantes na produção de algodão herbáceo (em caroço). Juntos, eles foram responsáveis por 90,0% desse cultivo: Mato Grosso gerou 4,7 milhões de toneladas, com alta de 44,9%, enquanto a Bahia totalizou 1,5 milhão de toneladas, com crescimento de 17,7%.