Mato Grosso, Sábado, 28 de Março de 2020
Logo Só Informação
Informe Publicitário
COLÍDER

Hospital Regional de Colíder recebe investimentos de mais de R$ 1 milhão

A Energisa Mato Grosso modernizou o sistema de iluminação e climatização da unidade

Da Redação

08/02/2020 às 10:19

Hospital Regional de Colíder recebe investimentos de mais de R$ 1 milhão
reprodução

O Hospital Regional de Colíder economizará em torno de R$ 218 mil por ano em energia elétrica. Esse é o resultado das obras do Programa de Eficiência Energética (PEE) da Energisa Mato Grosso, que modernizou o sistema de iluminação e climatização, assim como realizou um trabalho de conscientização interna sobre o uso racional de eletricidade.

A unidade recebeu investimentos de mais de R$ 1,3 milhão da Energisa para modernização do sistema de iluminação com a substituição de 1017 lâmpadas obsoletas por equipamentos com tecnologia de LED e a troca de 70 ares condicionados antigos por equipamentos mais eficientes.

O Hospital economizará um volume de energia que é suficiente para abastecer durante 30 dias aproximadamente 1616 casas residenciais com consumo médio mensal de 250 kilowatt.

De acordo com a analista de inovação da equipe de Eficiência Energética, Monique Gomes Pereira, as ações além da economia na conta de energia, oferecem melhores condições de convívio aos pacientes e profissionais de saúde. 

“Os pacientes agora tem um ambiente mais agradável para se restabelecer e os funcionários trabalham em espaços bem iluminados e com ares condicionados adequados. E todo o projeto, desde o período de execução até a conclusão, estimula a conscientização daqueles que trabalham na unidade de saúde. É uma cadeia em prol do bem estar das pessoas e do meio ambiente", ressalta.

Para a diretora geral do Hospital Regional de Colíder, Mirian Alves Moreira, o dia a dia do hospital melhorou.

“Quase 100% das nossas lâmpadas foram trocadas, o que deixou os ambientes mais iluminados, mas a mudança mais sentida foi dos ares condicionados. Os aparelhos eram velhos e o gasto com manutenção era grande. Agora está tudo climatizado, para uma cidade quente como Colíder faz muita diferença. O pessoal brinca agora que está até passando frio. Nós só temos a agradecer a Energisa pela parceria, era algo que o nosso hospital precisava com urgência”, pontua.

Mirian ainda destaca planos para o valor que será economizado na conta de energia. “A intenção é utilizar em outros serviços que tem prioridade como compra de equipamentos e a reforma do hospital. O importante é reverter para o bem da população”.

Ainda ao final do projeto foi realizada uma campanha de conscientização dos usuários, com palestra, entrega de panfletos e a colagem de adesivos, a fim de se conscientizar sobre o uso racional da energia elétrica e ainda sobre importância da participação de cada um para o sucesso do projeto.

Investimentos na saúde

Atualmente são investidos no Mato Grosso mais de R$ 8 milhões em soluções de eficiência energética, que buscam redução no consumo de energia em hospitais e policlínicas do Estado. A iniciativa da Energisa Mato Grosso além de atender o Hospital Regional de Colíder, beneficia em Cuiabá, o Hospital e Pronto Socorro Municipal de Cuiabá, as policlínicas municipais do Coxipó, Planalto, Pedra 90 e Upa Morada do Ouro e em Rondonópolis, o Hospital Regional de Rondonópolis Irmã Elza Geovanella.

Programa de Eficiência Energética

A ideia do Programa de Eficiência Energética é incentivar o surgimento de novas tecnologias, assim como repensar práticas e costumes com foco no uso racional da energia elétrica.

Para quem tem interesse de participar: a Energisa regularmente abre uma chamada pública e o cliente que tiver interesse em reduzir o consumo inscreve um projeto mostrando, com dados técnicos bem mensurados, que a troca dos eletrodomésticos e lâmpadas atualmente em uso trará bons resultados. Se a proposta for selecionada, a empresa entrará com o investimento da compra dos equipamentos e da mão de obra para a troca dos antigos pelos novos. O que for retirado do local do projeto será encaminhado para descarte. É realizada uma conscientização com quem trabalha/mora no local e um estudo posterior para mensurar se os resultados previstos foram realmente atingidos. Tudo é feito conforme a legislação federal.