Mato Grosso, Quarta-Feira, 1 de Abril de 2020
Logo Só Informação
Informe Publicitário
ALVOS DE OPERAÇÃO

Julgamento de conselheiros afastados do TCE sofre novo adiamento

Conselheiros estão fora do cargo desde 2017

Da Redação

04/02/2020 às 20:09

Julgamento de conselheiros afastados do TCE sofre novo adiamento
repprodução

O ministro Raul Araujo, membro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), retirou da pauta de quarta-feira (5) o julgamento sobre possível retorno dos conselheiros do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT). A nova expectativa é que o caso ganhe resolução no dia 19 de fevereiro.

Conforme apurado pelo Olhar Jurídico, o adiamento foi determinado para que os envolvidos juntem suas declarações de bens e rendimentos na Receita Federal relativas ao exercício de 2019.
 
O caso vem sofrendo seguidos adiamentos. Inicialmente estava previsto para ser examinado do dia 4 de dezembro, porém, foi postergado para julgamento de possível suspeição do relator.

José Carlos Novelli, Antônio Joaquim Moraes, Waldir Júlio Teis, Walter Albano da Silva e Sérgio Ricardo de Almeida, nomes envolvidos na Operação Malebolge, fase da Operação Ararath, seguem tentando restabelecer suas rotinas de trabalho.

O dia 14 de setembro de 2017 trouxe a surpresa dos afastamentos e de diversas buscas e apreensões. A operação cumpriu ordem assinada pelo ministro Luiz Fux no dia 31 de agosto de 2017.

Os conselheiros são acusados pela prática dos delitos de corrupção passiva, sonegação de renda, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Informações são oriundas do acordo de colaboração premiada do ex-secretário de Casa Civil, Pedro Nadaf, e do ex-governador de Mato Grosso, Silval Barbosa.