Entidades cobram do governador funcionamento do SUS do Hospital Sto Antônio

0
191

66As Entidades Representativas da Sociedade Civil Organizada de Sinop, sensibilizadas com a situação da população de Sinop, que pode ficar sem atendimento na Saúde Pública a partir desta segunda feira, dia 08 de junho, estão cobrando o Governador Pedro Taques para que resolva a situação pendente com o Hospital Santo Antônio.

Foi elaborado um oficio em que 20 entidades da cidade destacam que “Se existiram erros no passado eles devem ser corrigidos e o poder público terá o apoio de toda sociedade ao corrigir os erros, inclusive envolvendo o Ministério Público neste assunto, mas não se destrói um trabalho de décadas usando a burocracia e investigações como desculpas. É necessário, mais do que nunca, não se omitir, estar presente, atuante, resolvendo o problema. Se for para punir, puna-se, mas não se prejudique quem mais precisa (a população)”. 

Assinam o oficio a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), a Associação Comercial e Empresarial de Sinop (ACES), a Ordem dos Advogados (OAB), o Conselho Regional de Contabilidade (CRC), o Sindicato dos Madeireiros (SINDUSMAD), o Sindicato Rural, a Associação dos Criadores (ACRINORTE), a Associação Médica, o Conselho Regional de Odontologia (CRO), a Associação dos Engenheiros e Arquitetos (AENOR), o Conselho de Desenvolvimento do Norte de Mato Grosso (CODENORTE), a Associação dos Reparadores de Veículos (ARVES), o Conselho Estadual das Associações de Revendas de Produtos Agropecuários (CEARPA), a Associação dos Loteadores (AELOS), a União Sinopense das Associações de Moradores de Bairros (USAMB), a Ordem dos Ministros Evangélicos de Sinop (OMES), MITRA DIOCESANA, o Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU), o Sindicato dos Jornalistas (SINDJOR) e as Lojas Maçônicas de Sinop.

O oficio foi elaborado depois de uma reunião da administração do HOSPITAL SANTO ANTONIO com as Entidades, em que foi explanado sobre a situação em que se encontra o Hospital, que está desde fevereiro negociando novo contrato do SUS com a Secretaria Estadual de Saúde.  

O Hospital Santo Antônio é o maior e melhor estruturado de nossa região, atendendo mensalmente pelo SUS: 160 nascimentos de crianças; 360 seções de Quimioterapia, 500 consultas oncológicas; 60 cirurgias oncológicas; 80 cirurgias gerais e tendo 60% de ocupação das UTIs por pacientes do SUS.

Mas por causa da falta de contrato com o Governo a UTI INFANTIL fechou as portas no mês de março/2015;  já aconteceram 83 demissões nos últimos meses e mais poderão acontecer; e, o pior, a partir do dia 08/06/2015 não mais serão atendidos pacientes do SUS no HOSPITAL SANTO ANTONIO”.

“O que nos preocupa é que se o Hospital Santo Antônio paralisar mesmo o atendimento do SUS o Hospital Regional de Sinop não vai conseguir absorver toda a demanda existente e a população menos favorecida ficará ao léu. Por isso entramos nesta luta, uma luta em defesa da Vida”, disse o presidente da CDL Sinop Luciano Chitolina. 

Além do Governador Pedro Taques também vão receber o mesmo oficio até segunda-feira o Sec. Est. Saúde Marco Aurélio Bertúlio das Neves, o Prefeito de Sinop Juarez Costa, o Senador Wellington Fagundes / Jorge Yanai, o Deputado Federal Nilson Leitão, o Deputado Estadual Dilmar Dal Bosco, o Deputado Estadual Baiano Filho, o Deputado Estadual Silvano Amaral, o Presidente da Câmara de Vereadores Mauro Garcia e todos os vereadores da cidade.

“Este é um problema de todos e todos devem se envolver, saúde pública é caso de vida ou morte, não podemos nos omitir, precisamos agir e é isso que estamos fazendo”, finalizou o presidente Luciano Chitolina.

Fonte Assessoria

Comentários