Fiscalização em oficinas leva a apreensão de mais de 50 peças de veículos

0
174

IMG-20150415-WA0004Mais de cinquenta peças de veículos, a maioria de caminhões, estão apreendidas na Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores (Derrfva), da Polícia Judiciária Civil. As peças foram encontradas em oficinas de desmanches fiscalizadas pela Polícia Judiciária Civil durante a operação “Desmanche”, deflagrada no dia 15 de abril. 

Durante a operação, policiais da Especializada cumpriram mandado de busca e apreensão em sete oficinas e lojas de venda de peças de veículos. O trabalho resultou na prisão de dois donos de oficinas e indiciamento de outro nos crimes de receptação e adulteração de sinal identificador. 

Em cinco empresas, foram encontrados veículos com suspeita de adulteração e peças de origem duvidosa. Na empresa “Volcania” foi identificado o desmanche de aproximadamente 20 caminhões.No local, os policiais apreenderam dois caminhões com sinais identificadores adulterados, sendo um estilo caçamba e um muque; sete módulos veiculares, em que três deles pertencem a veículo com queixa de roubo ou furto; três cabines com sinais identificadores suprimidos; dois painéis veiculares; além de 12 longarinas de caminhão com numeração de chassi suprimida. 

Na empresa “Senna Caminhões” foram apreendidos seis motores com a numeração adulterada, 4 tacografos, 10 painéis veiculares, um caminhão, 21 módulos veiculares, sendo um deles pertencente a veículo roubado. Os demais módulos ainda estão sendo periciados. 

Na empresa “BR 364” foram localizados três eixos de caminhão com numeração suprimida. Diversas peças de origem duvidosa foram apreendidas nas outras empresas fiscalizadas. 

Os proprietários das empresas “Volcania” e “Senna Caminhões” foram autuados em flagrante e posteriormente encaminhado ao presídio. O proprietário da empresa BR 364 foi indiciado em inquérito policial pelos crimes de receptação e adulteração de sinais identificadores.  

O delegado Wagner Bassi informou que as fiscalizações continuarão como medida de repressão a roubos, furtos e adulteração de sinais automotores, com a identificação dos autores. “Estamos fiscalizando todos os pontos com denúncias e devemos intensificar esse trabalho”, afirmou.  

A operação “Desmanche” é coordenada pelo delegado Marcelo Martins Torhacs. 

Fonte Assessoria

Comentários