Patrulha Disciplinar vai monitorar reeducandos que utilizam tornozeleira eletrônica em Rondonópolis

De 2015 a 2017, policiais militares do 5º Batalhão conduziram para a delegacia de polícia 272 reeducandos em Rondonópolis com algum tipo de violação da tornozeleira eletrônica, seja por estarem cometendo um novo crime ou por desligarem o aparelho.

Tal fato chamou a atenção da Polícia Militar da região que entendeu que algo precisava ser feito. Foi então que o Comando Regional criou o projeto “Patrulha Disciplinar”.

A ação tem como foco monitorar os reeducandos de Rondonópolis que utilizam a tecnologia da tornozeleira eletrônica. Atualmente, conforme informações do sistema penitenciário local, cerca de 300 reeducandos fazem uso de tornozeleira.

O projeto, que é uma ação integrada da Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil e Sistema Penitenciário, foi colocado em prática pela primeira vez na noite desta sexta-feira (31.03), durante operação integrada deflagrada em Rondonópolis.

Além do monitoramento dos reeducandos, foram realizadas saturação e blitz nos bares e lanchonetes do município, com foco em crimes como tráfico de drogas, embriaguez ao volante e pertubação do sossego público.

“Essas ações são importantes para o equilíbrio dos índices de criminalidade, aumentar a sensação de segurança da população e inibir possíveis práticas criminosas”, disse o comandante regional da Polícia Militar de Rondonópolis, tenente-coronel PM Wilker Soares Sodré.

Além das polícias Civil, Militar e Sistema Penitenciário, também participaram da ação militares do Corpo de Bombeiros e agentes do Conselho Tutelar do município.

Fonte:mtgov

Comentários