MT foi o Estado com mais medalhas de ouro no Brasileiro Caixa de Atletismo Sub-16

0
40

São Paulo – O Campeonato Brasileiro Caixa Interclubes de Atletismo Sub-16, encerrado no último domingo em Fortaleza (CE) – que teve como campeão a equipe paulista do Centro Olímpico – deu ao Mato Grosso o maior número de medalhas de ouro, conquistadas graças ao desempenho dos atletas dos seis clubes inscritos pelo Estado.

O Mato Grosso tem se destacado por revelar atletas com potencial e na capital do Ceará conquistou 17 medalhas (7 de ouro, 5 de prata e 5 de bronze). O Estado também foi o primeiro no masculino, com 13 medalhas (5 de ouro, 4 de prata e 4 de bronze), e o quarto no feminino, com quatro medalhas (2 de ouro, uma de prata e uma de bronze).

Em segundo ficou São Paulo com 20 medalhas (6 ouros, 5 pratas e 9 bronzes). No masculino os paulistas ficaram em terceiro, com 11 pódios (3 de ouro, 3 de prata e 5 de bronze) e em primeiro no feminino, com 3 de ouro, 2 de prata e 4 de bronze. Em terceiro ficou o Paraná, com 23 medalhas (4 de ouro, 13 de prata e 6 de bronze. No total 14 Estados colocaram atletas no pódio.

“A CBAt parabeniza o Estado de Mato Grosso pelas conquistas no Brasileiro Caixa Sub-16 de Atletismo, assim como os demais Estados que colocaram atletas no pódio”, disse Warlindo Carneiro da Silva Filho, vice-presidente da Confederação.

O Campeonato Brasileiro Caixa Interclubes Sub-16 de Atletismo foi realizado pela CBAt e a FCAt, com patrocínio da Caixa Econômica Federal, em convênio com o Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) e apoio do Governo do Estado do Ceará, por meio da Sesporte.

QUADRO DE MEDALHAS POR ESTADO
1º Mato Grosso 17 medalhas (7 ouros, 5 pratas e 5 bronzes)
2º São Paulo – 20 medalhas (6,5,9)
3º Paraná – 23 (4,13,6)
4º Distrito Federal e Santa Catarina – 7 (4,1,2 – cada)
6º Minas Gerais – 5 (3,2,0)
7º Rio Grande do Sul – 5 (2,3,0)
8º Rio de Janeiro – 10 (1,3,6)
9º Rio Grande do Norte – 3 (1,0,2)
10º Mato Grosso do Sul – 2 (1,0,1)
11º Pernambuco – 1 (1,0,0)
12º Paraíba – 1 (0,1,0)
13º Amazonas e Bahia – 1 (0,0,1 – cada)

 

Fonte Assessoria CBAT

Comentários