Educação em Sinop deve acabar com as filas e implantar o tempo integral

0
174

Acabar com a fila de espera para as creches municipais. Essa é a primeira tarefa da secretária de Educação de Sinop, Veridiana Paganotti. Para isso, logo que assumiu o comando da pasta, definiu planejamento que prevê seja dado início ao processo de abertura de mais quatro unidades de educação infantil que estarão funcionando até março.

Segundo Veridiana, a fila de espera hoje é de aproximadamente 2,7 mil crianças, com idade entre zero e três anos. Com a abertura das novas unidades a expectativa é de que essa demanda seja atendida.

“Das quatro, duas são prédios próprios inaugurados agora pelo prefeito Juarez Costa e dois locados, com autorização da prefeita Rosana Martinelli. Hoje a principal dificuldade, é atender essa demanda”, explicou a secretária.

Outro plano que deve ser desenvolvido pela pasta e foi uma das propostas de campanha da prefeita Rosana é a escola em período integral. De acordo com a secretária, será feito um projeto piloto em uma escola e, em seguida, ampliado para as demais unidades.
Parcerias

A escola em período integral será desenvolvida com a parceria entre as secretarias de Educação e Esportes. A pasta da Cultura será extinta e passará a ser uma diretoria dentro da Educação e também fará parte do projeto.

“A unidade que será o projeto piloto terá atividades de contra turno, com oito horas de atendimento. Estamos verificando qual é a escola de maior risco social e questões de baixa aprendizagem e o critério vai ser esse”.

Conforme a Lei Orçamentária Anual (LOA), para o próximo ano o orçamento estimado para a Secretaria Municipal de Educação é de R$ 75 milhões.

 

 

Fonte Julia Munhoz

Foto Ademir Junior

Comentários