Consumo de combustível desacelera em MT; Até agosto alta de 3,4%

combustivel(4)O consumo de combustíveis, mais precisamente etanol hidratado (para abastecer veículos flex) e óleo diesel, segue apresentando desaceleração. Em 2014 as vendas totais de combustível aumentaram apenas 3,4%, até agosto, em relação ao ano passado. O etanol apresentou leve incremento de apenas 2,3% e o óleo diesel 1,2%, em contrapartida a gasolina, mesmo com preços chegando acima de R$ 3 o litro registrou alta de 13,8% nas vendas.

Balanço da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) revela que de janeiro a agosto 2,770 bilhões de litros de combustível foram comercializados em Mato Grosso, volume este um pouco acima dos 2,678 bilhões do ano passado. Em agosto as vendas atingiram 369,5 milhões de litros, enquanto o ano passado no mês haviam sido 366,7 milhões e em julho deste ano 373,8 milhões.

A desaceleração nas vendas de óleo diesel pode ser considerado o principal fator para o desempenho visto, em especial nas vendas de agosto, quando o período de entressafra iniciou. Em oito meses (janeiro a agosto) as vendas de óleo diesel em Mato Grosso registram 1,815 bilhões de litros em 2014, contra 1,794 bilhões do ano passado no período. Em agosto o consumo ficou em apenas 245,5 milhões de litros, enquanto o ano passado haviam sido 250,3 milhões de litros e em julho, quando ainda se colhia o milho, em 251,6 milhões de litros.

Etanol e gasolina

Os preços do etanol variando entre R$1,59 e R$ 1,89 em Cuiabá e chegando a R$ 2,09 no interior do Estado não foram suficientes para impulsionar significativamente as vendas em agosto e assim proporcionar um aumento nas vendas totais. Segundo a ANP, entre janeiro e agosto 316,9 milhões de litros de etanol foram comercializados em 2014 contra 309,7 milhões em 2013 no período.

No mês de agosto quando chegou-se a ver em Cuiabá etanol a R$ 1,59 as vendas somaram 44,2 milhões de litros. O volume é superior a 40,5 milhões de litros de agosto de 2013 e 39,7 milhões de litros de julho.

Já a gasolina subiu de 381,1 milhões de litros para 433,6 milhões de litros comercializados entre janeiro e agosto, no comparativo de 2014 com 2013. Somente em agosto foram 55,1 milhões de litros contra 51,3 milhões de litros do ano passado e em julho 56,6 milhões de litros.

Fonte – Olhar Direto

 

Comentários