Suspeito de incendiar prédio da prefeitura de Nova Bandeirantes é assassinado

Um homem de 26 anos, identificado como Juliano Rocha de Oliveira, foi morto a tiros neste final de semana no município de Apiacás, norte do estado. O crime ocorreu na noite de domingo (13).

De acordo com informado, a vítima identificada como Juliano, popularmente chamada de “Juliano do Gesso” foi morto com disparos de calibre 32, duas cápsulas foram encontradas na casa onde o mesmo foi assassinado.

Relatos são de que o suspeito tinha passagens por furtos no município e também em outras cidades. Juliano vinha sendo investigado pela Polícia Civil como responsável pelo incêndio registrado na prefeitura de Nova Bandeirantes, ocorrido em outubro do ano passado.

Em conversa com o delegado Vinícius Nazário, que conduz o inquérito policial sobre o incêndio no prédio da prefeitura, o mesmo relatou que Juliano em depoimento assumiu ser um dos autores do incêndio, mas conforme o delegado, havia suspeitas que o mesmo estaria sendo pago para assumir a autoria do crime.

“Vamos continuar investigando o caso, agora com a morte dele mudam algumas coisas, mas em depoimento ele havia confirmado que era um dos que colocou fogo no prédio”, disse o delegado ao Notícia Exata.

O incêndio ocorreu logo após agentes da Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz) fazerem operação na prefeitura com 10 ordens judiciais de conduções coercitivas de membros da prefeitura e prestadores de serviços, acusados de desvios de recursos públicos

 

 

Fonte Noticia exata

Comentários