Professores da rede municipal de Sinop decidem permanecer em greve

Os professores da rede municipal de ensino em Sinop decidiram agora a pouco em assembléia geral realizada nesta sexta-feira (20), permaneceem em greve. A  paralização é por tempo indeterminado.

Quanto a decisão judicial, não houve comunicação oficial por parte da justiça até o momento.

A desembargadora Helena Maria Bezerra Ramos, atendeu a um pedido da prefeitura de Sinop. Alem de determinar a volta imediata ao trabalho, a liminar estabelece uma multa diária de R$ 10 mil e crime de responsabilidade a presidente da Sub-Sede de Sintep/Sinop Maria Aparecida Lopes Moreira caso a categoria não retorne ao trabalho.

A noticia revoltou os professores que votaram pela continuidade da greve. Eles decidiram também que na próxima segunda-feira vão participar da sessão ordinária da  Câmara Municipal  em busca de apoio dos vereadores quanto as reivindicações da categoria.

A principal cobrança dos profissionais é quanto à redução da jornada de trabalho dos professores e dos técnicos.

Da Redação

Comentários