Discursos, homenagens e festa em campo: Veja como a Chape venceu a 1ª partida da Recopa

0
58

A Chapecoense largou na frente na decisão da Recopa Sul-Americana. Diante de quase 20 mil pessoas, o time brasileiro venceu o Atlético Nacional por 2 a 1, e pode conquistar o título inédito com apenas um empate na Colômbia na partida da volta. Os gols dos catarinenses foram marcados por Reinaldo e Luiz Otávio, enquanto Macnelly Torres deixou o dos colombianos.

A partida começou muito antes do apito inicial. Com atrações ao longo do dia, a final entre Chapecoense e Atlético Nacional representou a união de dois clubes por um único ideal. Por conta da terrível tragédia ocorrida em novembro de 2016, quando 71 pessoas morreram, dentre elas atletas, jornalistas, parte da comissão técnica e da diretoria da Chapecoense.

A partir daí, o Atlético Nacional e a sua torcida demonstraram uma solidariedade poucas vezes vista na história do futebol, o que fez com que a Recopa Sul-Americana não tivesse rivalidade, e sim uma disputa entre dois ‘coirmãos’. Antes do início do duelo, Alan Ruschel, Jakson Follmann e Neto, sobreviventes da tragédia, falaram ao público.

Dentro de campo, a Chape largou na frente ainda no primeiro tempo. Após toque de mão dentro da área, Reinaldo cobrou penalidade no canto direito e colocou o time brasileiro na frente. No segundo, os colombianos cresceram e mostraram porque são os atuais campeões da Libertadores. Em um balaço de fora da área, Macnelly Torres deixou tudo igual.

Quando a partida estava ainda mais difícil para a Chape, Luiz Otávio aproveitou cobrança de escanteio e testou firme, sem chances para o goleiro Armani. Ao final da partida, muitos aplausos e festa na Arena Condá, que passou por momentos de tristeza e angústia ao final da última temporada.

Fonte – Foxsports

Comentários