Levantamento da safra de grãos de MT começa nesta segunda por Sinop e Sorriso

Rally da Safra 2018, maior levantamento da safra de grãos do País, inicia nesta segunda (15) em Mato Grosso, a avaliação das lavouras de soja no Brasil. As atividades começarão na região Médio-Norte, em Sinop, e seguem para Sorriso e Nova Mutum na região da BR-163. Depois os técnicos vão a Campo Novo do Parecis, Sapezal e Campos de Júlio no Oeste do Estado. Essa etapa finalizará em Cuiabá, no dia 20. A equipe coletará informações sobre as lavouras de soja de ciclo precoce

A expectativa pré Rally da Safra, a ser confirmada em campo, é de uma produção de 114,1 milhões de toneladas de soja em todo Brasil. Para Mato Grosso, a previsão há estimativa de produzir 31,1 milhões de toneladas, mantendo o mesmo volume da safra passada. Já a área plantada poderá crescer 2%, passando de 9,32 milhões de hectares no período 2016/17 para 9,52 milhões de hectares.

Outras três equipes vão a campo entre maio e junho para verificar as áreas de milho segunda safra. O levantamento acontecerá em 500 municípios nos 13 principais estados produtores que correspondem a 95% da área de soja e 72% da área de milho: Mato Grosso, Paraná, Mato Grosso do Sul, Goiás, Distrito Federal, Minas Gerais, São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Bahia, Maranhão, Piauí e Tocantins.

Os técnicos avaliarão as condições das lavouras, população de plantas, peso médio de grãos, incidência de pragas, doenças e ervas daninhas, características físicas e nutricionais da soja, cobertura do solo, levantamento da participação de transgênicos, entre outros aspectos.

A expedição fará dez eventos regionais – com objetivo de divulgar dados da safra e apresentar cenários de mercado – e 30 cafés com produtores – para levantar expectativas sobre a safra da região e debater temas importantes para o setor. Diversas entrevistas com produtores e técnicos ao longo do percurso serão realizadas para validar as informações coletadas a campo. A estimativa é percorrer um total de 95 mil quilômetros neste ano, com aproximadamente 1500 lavouras amostradas e 3.000 produtores contatados.

A Equipe 2 irá às regiões Norte e Oeste do Paraná entre 22 e 24 de janeiro. Depois seguirá para Mato Grosso do Sul cobrindo toda a região Sul até chegar a Campo Grande, finalizando a etapa no dia 27 de janeiro.

De 29 a 31 de janeiro, a Equipe 3 estará em Goiás para fazer o levantamento na região Sudoeste do Estado. A mesma equipe retornará a Mato Grosso para analisar as lavouras na região Sudeste.

Os técnicos da Equipe 4 permanecerão no Estado retornando às regiões do Médio-Norte (Nova Mutum, Lucas do Rio Verde e Sorriso) e Oeste (Campo Novo do Parecis, Sapezal), agora avaliando as lavouras de ciclo médio/tardio.

Na sequência, a Equipe 5 seguirá para o Nordeste de Mato Grosso, finalizando o levantamento de soja no Estado. Depois a Equipe percorrerá Goiás e Minas Gerais entre os dias 5 e 9 de março. A Equipe 7 avaliará regiões de São Paulo e, na sequência, Paraná e Santa Catarina. A expedição permanecerá no Sul até o dia 15 de março com a Equipe 8 visitando áreas no Oeste de Santa Catarina e nas regiões do Planalto e Missões do Rio Grande do Sul.

A Equipe 9 finalizará essa etapa com foco nas avaliações de soja no Nordeste e Norte do Brasil, nas regiões do Oeste da Bahia, Sul do Piauí, Maranhão e Tocantins.

Nesta edição, outras três equipes avaliarão o milho segunda safra entre os dias 14 de maio e 8 de junho no Mato Grosso, Goiás, Mato Grosso do Sul e Paraná. Organizado pela Agroconsult, o Rally da Safra 2018 chega à 15ª edição com patrocínio do Banco Santander, FMC, Monsanto, VLi, Amarok / Volkswagen, com apoio da FIESP, Fundação Agrisus e WebMotors.

O trabalho das equipes e o roteiro completo da expedição poderão ser acompanhados pelo site www.rallydasafra.com.br, com informações atualizadas diariamente no www.twitter.com/RallydaSafrae www.facebook.com.br/RallydaSafra. (Com Assessoria)

Comentários